O prefeito de Salvador, ACM Neto diz que o MDB continua integrando a sua gestão. No entanto, nenhum dos emedebistas que compõem o secretariado compareceu na sede do partido, na manhã desta terça-feira (16), quando Gerson Gabrielli tomou posse como presidente municipal da legenda.

Dois secretários municipais são do MDB. Fábio Mota, de Mobilidade Urbana, e Almir Melo,  de Infraestrutura e Obras Públicas.

Desde que o ex-ministro Geddel Vieira Lima foi preso e o irmão dele, o deputado federal Lucio Vieira Lima foi implicado no escândalo dos R$ 51 milhões encontrados em um apartamento na Graça, o prefeito ACM Neto se distanciou dos Vieira Lima.

Depois de desistir de disputa o governo do Estado, Neto chegou a afirma que ‘se depender’ dele MDB está fora da coligação encabeçada por José Ronaldo, ex-prefeito de Feira de Santana.