O prefeito de Salvador e presidente nacional do DEM, ACM Neto, tem estado à frente das negociações em torno da candidatura de Rodrigo Maia (DEM-RJ) à sucessão presidencial, além de costurar, aqui na Bahia, o apoio das oposições à pré-candidatura do ex-prefeito de Feira, José Ronaldo, ao governo do Estado.

Em busca de adesões para Maia, Neto assediou o cacique do PTB, Roberto Jefferson, para saber se seu apoio a Geraldo Alckmin (PSDB) é irreversível. Jefferson, reafirmou que a legenda vai apoiar o tucano Geraldo Alckmin para a Presidência da República. “O acordo com Alckmin é irrevogável”, declarou o petebista à coluna Painel, da Folha.

E ainda acrescentou: “Tenho o maior respeito pelo ACM Neto, mas nem adianta me procurar. O melhor candidato é o Alckmin”.

Mas, Neto não desiste do apoio do PTB ao DEM: “Temos que ir com calma”, diz ele.

Na outra ponta, para a composição da chapa majoritária encabeçada por José Ronaldo, o prefeito de Salvador voltou a admitir a possibilidade de o ex-senador ACM Junior ser candidato ao cargo novamente pelo Democratas. Neto ressalta “a força do nome ACM” e diz que o seu pai aparece bem nas pesquisas.