Redação G8 News
jornalismo@g8news.com.br

 

Vale tudo para ganhar as eleições? Para a tucanada, parece que sim. E pior, parece que vale até fazer aliança com o presidente mais impopular da história… Estranho? Nem tanto. Apesar da baixa popularidade de Michel Temer, o MDB tem o maior tempo de televisão entre os partidos e para Geraldo Alckmin (PSDB) que enfrenta dificuldades nas pesquisas, mais tempo de tevê pode oxigenar a sua campanha e dar fôlego a ele na corrida eleitoral.

Mas em uma política baseada no toma lá, dá cá, a primeira pergunta que surge na cabeça é: E o que Temer ganha com isso? A resposta é tão simples, que provavelmente você respondeu para si mesmo: um cargo com foro especial. Preocupado com as medidas cautelares pedida pelos juízes de primeira instância e vendo o seu mandato se aproximando do fim, Temer corre contra o tempo para escapar das mãos da justiça.

De acordo com a coluna de Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, os tucanos defendem que Temer seja nomeado para uma embaixada, caso Alckmin vença as eleições. Porém, se os tucanos perderem mais uma vez as eleições presidenciais, o emedebista poderia ganhar um cargo no Governo de São Paulo, aonde João Doria (PSDB) lidera as pesquisas e busca também o apoio do MDB.

Advogados amigos de Temer também temem que o presidente sofra busca e apreensão e até que seja preso — o que um cargo com foro, dizem, poderia evitar. Para o emedebista, dificilmente ele seria detido e que isso seria uma “indignidade.”