Um relatório enviado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) ao Congresso Nacional recomenda a suspensão de 12 obras suspeitas de irregularidades consideradas graves em todo o país.

Segundo a coluna do Estadão, o dossiê que relaciona projetos deficientes, sobrepreço e superfaturamentos foi entregue à Comissão Mista de Orçamento que decidirá sobre o pedido da Corte.

Das 12, a metade das obras não está no anexo da lei orçamentária deste ano, que relaciona os empreendimentos proibidos de receber recursos novos.

São elas a Ferrovia Norte-Sul (trecho Ouroeste-Estrela D’ Oeste), em São Paulo; a Fábrica de Hemoderivados e Biotecnologia, em Pernambuco; a Vila Olímpica do Piauí, o Canal do Sertão, em Alagoas; o Canal Adutor Vertente Litorânea, na Paraíba; e a Usina Termonuclear de Angra 3, no Rio de Janeiro.