Redação G8 News
jornalismo@g8news.com.br

 

O ex-prefeito de Camaçari – região metropolitana de Salvador -, Ademar Delgado das Chagas (PT), foi condenado pelo Tribunal de Contas dos Municípios, nesta quarta-feira (30), por irregularidades na contratação direta, sem licitação, da empresa MAF Projetos e Obras, no valor R$1.585.428,11. A contratação, realizada no exercício de 2016, tinha por objeto a execução de obras de recuperação de 127 unidades habitacionais invadidas e depredadas do empreendimento FNHIS Buris Satuba. O TCM determinou uma multa de R$ 10 mil ao petista.

Segundo o conselheiro José Alfredo Rocha Dias, relator do processo, o gestor não poderia ter contratado à empresa por inexigibilidade de licitação, pois não se vislumbra efetivamente a impossibilidade de competição. Além disso, o simples argumento do gestor de que a contratação “emergencial” teria decorrido da necessidade de recuperar as unidades habitacionais, considerando que a sua inércia impediria o recebimento dos recursos federais, não se sustenta, já que não ficou caracterizada a possibilidade de prejuízo ou comprometimento da segurança das pessoas, serviços ou bens públicos ou particulares.

O ex-prefeito ainda pode recorrer da decisão.