Redação G8 News
jornalismo@g8news.com.br

 

Apesar do PT querer fazer as suas próprias leis e insistir na candidatura do presidiário Lula, e diante da inércia do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, voltou a se pronunciar sobre a candidatura do ex-presidente nas eleições deste ano. Em entrevista a revista Veja, ela esclareceu que a candidatura do petista não é válida, colocando ordem na casa.

“O direito brasileiro não permite que haja, pela Lei da Ficha Limpa, o registro válido daquele que tenha sido condenado a partir de um órgão colegiado. Juridicamente, é isso que se tem no Brasil.”