O titular da Secretaria da Segurança Pública do Estado (SSP), Maurício Barbosa, recebeu no fim da tarde desta quinta-feira (14), o ator Leno Sacramento e outros integrantes do Bando de Teatro Olodum, para falar da agressão sofrida durante uma abordagem policial. O ator e o cenotécnico Garlei Souza foram confundidos com assaltantes enquanto pedalavam na Avenida Sete de Setembro na tarde de ontem.

O encontro ocorreu no Centro de Operações e Inteligência 2 de Julho (COI), no Centro Administrativo da Bahia (CAB). “Os fatos serão devidamente apurados e acompanhados com todo o afinco que o caso requer, não somente pela Polícia Civil, mas pela Secretaria da Segurança Pública. Caso seja comprovada, dentro dos ritos, uma ação ilegal dos agentes, os mesmos serão devidamente punidos”, garantiu Barbosa.

De acordo com a Corregedoria, os policiais irão responder nas esferas penal e administrativa, mas responderão em liberdade.

Por meio de suas redes sociais, o ator se manifestou e contestou a versão dos policiais. “A bala não foi de raspão e quando eles pediram pra parar, paramos”.

Leno Sacramento participou do filme consagrado “Ó pai, ó” e atua em diversas peças teatrais. Atualmente a peça “En(cruz)ilhada”, monólogo que discute justamente o racismo e as diversas mortes simbólicas de negros. Leia mais em Bahia.ba