A Polícia Civil de Araçariguama, no interior de São Paulo, pediu à Justiça a prorrogação da prisão temporária do suspeito de envolvimento no caso da menina Vitória Gabrielly Guimarães Vaz, de 12 anos. A informação foi confirmada nesta terça-feira (19) pela delegada Bruna Madureira, responsável pela investigação.

Julio Cesar Lima Ergesse, de 24 anos, está preso temporariamente desde a última sexta-feira (15). O investigado é de Mairinque, município que fica a 20 quilômetros de Araçariguama. Ele trabalha como servente de pedreiro e disse à polícia que é usuário de drogas.

A menina foi encontrada morta na tarde do último sábado (16), oito dias após desaparecer ao sair de casa para andar de patins. A polícia ainda busca por outros suspeitos e investiga a motivação do crime. (FSP)