A Defensoria Pública do Estado da Bahia (DPE-BA), lançou nesta semana um guia, com o objetivo de orientar pessoas trans que desejam adequar seus nomes ao gênero ao qual se reconhecem. Nele tem instruções e procedimentos a serem adotados para a alteração de documento pessoais, os locais onde são feitas as alterações, além dos órgãos e instituições que a pessoa deve procurar.
Para uma das idealizadoras do folder, Ariene Senna, que também é uma mulher trans, o guia será útil para todo o estado da Bahia e a ideia é orientar para que as pessoas não passem por tantas dificuldades na alteração. Ele será distribuído em todas as unidades da Defensoria Pública, na capital e no interior da Bahia. Informações da DPE