O economista  e empresário Luciano Rodrigues Vieira, 43 anos, teve morte cerebral na madrugada deste domingo (10) no Hospital Geral do Estado (HGE) após ser espancado na porta de casa, na Rua Engenheiro Adhemar Fontes, na Pituba. De acordo com informações do posto policial da unidade, ele deu entrada no hospital com vida, apresentando lesões e traumas.

Ainda segundo a polícia, devido ao estado de saúde, não foi possível colher informações sobre o que motivou o espancamento. A Polícia Militar (PM) informou que foi acionada para atender a ocorrência pelo Centro Integrado de Comunicações (Cicom) e que policiais militares da 13ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Pituba) estiveram no local, confirmaram o espancamento e acionou o Serviço Móvel de Atendimento de Urgência (Samu).

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde de Salvador (SMS), o atendimento à vítima de agressão grave foi realizado de sexta (8) para sábado (9) na região próxima à Praça na Lúcia Magalhães. Ele foi entubado e encaminhado para o HGE em estado grave.

Segundo testemunhas, o crime teria acontecido após uma briga no bar Preto. No entanto, o subgerente do estabelecimento, Vinicius Lacerda, negou a versão. “Não houve nenhuma discussão aqui no Preto que a gente tenha visto. Tanto que aqui no bar tem segurança e ela nem foi acionada”, explicou. Leia mais no Correio*