De olho no voto dos baianos, o pré-candidato a presidente da República, Geraldo Alckmin (PSDB), fez questão de dizer, na manhã de hoje (7), que tem vínculos familiares com o estado.

“Tenho um lado afetivo com a Bahia. Minha família veio da Península Ibérica e veio para a Bahia. Carinhanha, nas barrancas do São Francisco, está cheia de Alckmin […]  Para mim, é uma alegria estar hoje na Bahia. Vou para Barra para ver o São Francisco”, afirmou o tucano, em entrevista à Rádio Metrópole.

O presidenciável, que patina nas pesquisas, só tem 5% das intenções de votos no estado, segundo levantamento do instituto Paraná Pesquisa divulgado na semana passada. No cenário, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não foi incluído na consulta, e o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) lidera com 19,6%.

Ainda na entrevista, Alckmin declarou publicamente apoio à candidatura de José Ronaldo (DEM) ao governo da Bahia. O tucano afirmou que já tem o aval de quatro partidos na disputa pelo Palácio do Planalto, mas não quis divulgar.

O presidenciável desembarca hoje em Salvador, onde vai ministrar uma palestra na Faculdade de Direito da Universidade Federal da Bahia (Ufba), Além disso, vai receber o título de cidadão baiano na Assembleia Legislativa da Bahia. Antes, vai à cidade de Barra, onde participa de um encontro sobre a revitalização do Rio São Francisco.