Redação G8 News
jornalismo@g8news.com.br

 

A juíza federal Cíntia de Araújo Lima Lopes, da 14ª Vara da Seção Judiciária da Bahia, rejeitou todos os pedidos protocolados na Justiça pelo Ministério Público Federal e Estadual e do Instituto de Arquitetos do estado para suspender as obras do BRT e anular o edital de licitação do modal. Na decisão, a magistrada argumentou que “a contratação levada a cabo pelo Município, se ateve aos parâmetros ditados pela lei”.

No pedido, os órgão pediram a suspensão do projeto com alegação de que “não conta com os imprescindíveis instrumentos de planejamento” e “não cumpriu a legislação exigida”, como o Regime Diferenciado de Contratações Públicas (RDC).