De acordo com informações da Coluna Estadão, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) avalia que só o ex-governador da Bahia, Jaques Wagner, e a presidente nacional do PT, a senadora Gleisi Hoffmann, teriam coragem de assinar o indulto para livrá-lo da prisão e de rever a lei da delação premiada.
Segundo a publicação, por essa razão, os dois petistas podem ser o “plano do B” para a eleição presidencial.  Para Lula, o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, não cumpriria tarefas como essas.
À Coluna do Estadão, Wagner negou, no entanto, que tenha mudado os planos para a eleição deste ano. “Sou candidato ao Senado e já estou em campanha”, disse ele.