O ex-governador mineiro Eduardo Azeredo (PSDB), já é considerado foragido pela Polícia Civil de Minas Gerais. Desde as primeiras horas da manhã desta quarta-feira (23), dezenas de policiais estão à procura dele em vários endereços de Belo Horizonte. De acordo com o jornal Estado de Minas, a expectativa é que Azeredo se entregue à polícia ainda nesta quarta.

O mandado de prisão contra Eduardo Azeredo foi expedido no início da noite de terça-feira (22), depois que os desembargadores da 5ª Câmara Criminal negaram o último recurso apresentado pela defesa para tentar reverter a condenação a 20 anos e um mês de prisão no caso do mensalão mineiro.

Eduardo Azeredo foi condenado sob a acusação de ter desviado R$ 3,5 milhões para a campanha eleitoral de 1998, quando foi derrotado por Itamar Franco na disputa pela reeleição.

Já fora da política, Azeredo é considerado como “boi-de-piranha” e será encarcerado como parte do esforço da Justiça em demonstrar que “a lei vale para todos” e não apenas para o PT e seus aliados. Mesmo assim, tucanos de alta plumagem envolvidos em diversos esquemas de corrupção já denunciados permanecem livres e intocados.