Por Raphael Minho
Twitter: @RaphaelMinho

 

Nascido em Campinas, em 1955, Jair Messias Bolsonaro é um militar reserva e deputado federal pelo sétimo mandato. Nas eleições gerais de 2014, foi o deputado federal mais votado do estado do Rio de Janeiro com apoio 464 mil votos, o que representa 6% dos votos. Em 2017, foi considerado pelo instituto FSB Pesquisa, o parlamentar mais influente nas redes sociais. Em abril de 2018 deixou o Partido Social Cristão (PSC) e migrou para o Partido Social Liberal (PSL) para concorrer as eleições presidenciais. O seu primeiro cargo foi como vereador do Rio de Janeiro, em 1989.

Conhecido pela sua irreverência e polêmicas, Bolsonaro não papas na língua e costuma dizer tudo o que pensa. E nem sempre (quase nunca) escapa dos holofotes, por conta disso. Admirador do Dr. Éneas, Bolsonaro é um político nacionalista, conservador e mostra alguns sinais de liberal na economia, embora com certos limites, como a recusa da privatização da Petrobras e Eletobras.


O que Jair Bolsonaro pensa sobre o aborto?

Em recente entrevista a O Antagonista, Bolsonaro fui curto e direto ao responder a pergunta: “Nunca fui favorável ao aborto”. Nas suas falas, o presidenciável defende projetos de políticas de planejamento familiar que incluam cirurgias para o controle de natalidade, como o do seu filho, Eduardo Bolsonaro (PSC-SP), que pretende facilitar vasectomias e laqueaduras a todos os homens e mulheres, sem a necessidade de se esperar até os 25 anos ou até ter 2 filhos, conforme a lei atual.


O QUE Bolsonaro PENSA SOBRE A UNIÃO CIVIL IGUALITÁRIA ENTRE HOMOSSEXUAIS?

Completamente contrário. Em 2013, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) considerou legítimo o casamento civil entre pessoas do mesmo sexo, e Bolsonaro criticou a decisão. Para ele, “o Judiciário, a exemplo do Supremo, tem avançado sobre a Constituição. Está bem claro na Constituição aqui: a união familiar é um homem e uma mulher. (…) Essas decisões aí só vêm a cada vez mais solapar a unidade familiar, os valores familiares: vai jogar tudo isso por terra”.

 

O QUE BOLSONARO PENSA SOBRE RELIGIÃO?

Aqui, Bolsonaro mostra algumas inconsistências quando o assunto é cristianismo, ideologia religiosa em que auto se denomina. Embora ele professe a fé católica, em março de 2016, quando trocou o PP  pelo o PSC, o parlamentar foi batizado pelo pastor Everaldo – presidente da legenda -, nas águas do Rio Jordão, em Israel, em maio de 2016. Mas com exceção as questões doutrinárias da sua fé, Bolsonaro defende o Estado laico, mas adverte que isso não significa “Estado ateu.”