A líder da oposição na Câmara de Salvador, Marta Rodrigues (PT), voltou a questionar o empréstimo de US$ 60,7 milhões para a Prefeitura de Salvador aprovado em novembro do ano passado e que voltou ao plenário nesta quarta-feira (16) para ser votado novamente, já que a versão anterior continha diversos erros.

De acordo com a petista, o projeto está repleto de falhas, as quais já haviam sido apontadas antes pelos oposicionistas. A vereadora afirmou, ainda, que vai discutir o novo texto de forma exaustiva, mas votará contra porque, no seu entendimento, esse empréstimo vai impactar nas finanças do município futuramente, refletindo negativamente na execução de políticas públicas prioritárias para a população.

A Prefeitura de Salvador deverá destinar o valor ao Programa de Requalificação Urbanística de Salvador (Proquali).