O governo Michel Temer não suportou o desgaste e a pressão resultantes da greve nacional dos caminhoneiros, que há três dias trava as principais rodovias brasileiras e já provoca desabastecimento em muitos setores, e resolveu ceder, em parte, à reivindicação pela redução no preço dos combustíveis.

O presidente da Petrobras, Pedro Parente, anunciou na noite de hoje de ontem, dia 23, uma redução de 10% no valor do diesel nas refinarias por 15 dias. A decisão, segundo ele, busca contribuir com uma possível trégua no movimento dos caminhoneiros, que estão parados nas estradas há três dias contra o alto preço dos combustíveis.

Presidente da Petrobras, Pedro Parente. Foto: José Cruz/Agência Brasil

A decisão será aplicada apenas ao diesel e tem como objetivo permitir que o governo e representantes dos caminhoneiros tenham tempo para negociar um acordo definitivo para o término da greve. Após o prazo de 15 dias, a companhia retomará gradualmente sua política de preços aprovada e divulgada em 30 de junho de 2017.

Com a medida, o valor do combustível deve cair R$ 0,25 nos postos.  As informações são da Agência Brasil.